Quais são os medos enfrentados pelo corretor de imóveis

Home / Notícias / Notícia

No cenário atual, o corretor deve, antes de tudo, dar visibilidade ao produto por ele oferecido. O receio de perder a venda ou o trabalho feito em razão de uma venda direta muitas vezes cria uma barreira para a atuação correta. ?Ao tentar esconder o imóvel para ter a certeza do recebimento da comissão, o corretor, na verdade, gera grande insegurança ao proprietário, não o atende no prazo necessário e não consegue atrair os clientes corretos para o produto? analisa Humberto Furlanetto, diretor técnico e comercial do Grupo Bambuí Construtora, Incorporadora e Imobiliária.

Para Furlanetto, o corretor deve se resguardar para garantir os seus direitos e a valorização do seu trabalho. ?Ações preventivas que gerem provas da atuação e da aproximação das partes, se bem conduzidas, ainda demonstram grande profissionalismo e facilitam o trabalho. Documentos como exclusividade, solicitações formais de reembolso por emissão de documentos relativos ao imóvel e agendamento formal de visita com registro fotográfico dão segurança ao corretor e permitem que ele trabalhe de maneira correta e despreocupada?, aconselha.

As propostas devem ser feitas em mais de uma via e sempre assinadas pelos interessados. Informações pessoais dos proponentes devem ser limitadas, evitando uma possível aproximação prematura das partes.

Além disso, Furlanetto recomenda que, ao realizar a avaliação do imóvel, o corretor siga um roteiro que consiga detalhar ao máximo o produto. Toda e qualquer informação referente ao imóvel deve ser levantada, pois não sabemos o que os compradores de fato procuram. ?Por exemplo, ignorar uma brinquedoteca no edifício pode significar a perda de um cliente que filtra a busca dos imóveis por esse item, já que sua compra é orientada para o bem-estar dos filhos?, alerta.

Cada detalhe deve ser minuciosamente registrado, gerando um material consistente para ser enviado aos interessados ou mesmo disponibilizado nos veículos apropriados. ?Ao levantar todos os detalhes e apresentá-los ao proprietário, o corretor demonstra grande profissionalismo e comprometimento, o que, por si só, gera segurança ao cliente. Além disso, essa é uma excelente oportunidade para que o proprietário apresente outros diferenciais que, por ventura, tenham passado despercebidos e também para discutir itens que serão ou não removidos do imóvel.?

Furlanetto finaliza reforçando que o ideal é evitar que as partes interessadas no negócio mantenham contato. ?Os interessados somente devem ser colocados frente a frente quando a negociação estiver avançada e já com o objetivo de finalizar a negociação?, conclui.

Fonte : Fip Zap




  Faça seu Comentário